Comix Zone


Bem, com as promoções todas das lojas online de jogos pela época da Páscoa, arranjei a um bom preço a Mega Drive collection e decidi comprar a mesma para ter alguns clássicos sempre à mão para jogar com o pessoal da velha guarda. Coloco o blu-ray para testar algum dos jogos, e inevitavelmente dei por mim a jogar Comix Zone… e porquê? Leiam de seguida…

História:

O Sketch Turner é um cartoonista a rondar os 20 anos e cuja imagem de marca é o seu rabo de cavalo vistoso. Numa noite, enquanto trabalhava afincadamente no seu apartamento em Nova Iorque a desenhar o seu mais recente livro de banda desenhada, Comix Zone, uma enorme tempestade abate-se sobre a cidade. De repente ouve-se um estrondo enorme, um trovão embate violentamente sob a cidade, e de alguma maneira a energia libertada acorda a sua mais recente criação, o super vilão Mortus.

O primeiro acto de Mortus é se revoltar contra o seu criador, tomando o seu lugar no mundo real e imprisionando o Sketch dentro das páginas da sua própria banda desenhada, fazendo que o mesmo tenha agora que vestir a roupa de super herói e lutar pela sua sobrevivência… um painel de cada vez, e apenas com os conselhos de Alissa Cyan para o guiar e a ajuda do side kick mais poderoso da história dos videojogos… um comum rato.

Análise

Como já devem ter reparado, a história é um pouco vaga e até mesmo cliché, as personagens são nos apresentadas sem muito historial e sabemos que temos que avançar pelos painéis da banda desenhada porque sim, sendo que a mesma parece ter mudado de guião e até mesmo forma em relação ao que Sketch tinha desenhado, devido provavelmente a Mortus, mas não se sabe bem. Fica portanto uma sensação no ar que tínhamos uma premissa genial, mas que não foi desenvolvida de uma forma a aproveitar todo o seu potencial.

Mas também é preciso sermos sinceros, dentro do estilo beat-em-up, poucos apresentam uma história apelativa, e ainda menos pessoas ligam a tal pormenor, o que interessa é diversão a distribuir pancada por tudo o que nos aparece à frente, e nesse pormenor, Comix Zone recebe nota máxima.

A jogabilidade dentro deste género é sem dúvida a melhor que a Mega Drive/Genesis têm para oferecer, apresentando controlos intuitivos que tornam a realização das combos em movimentos fluídos, estando sempre presentes efeitos sonoros e visuais facilmente associados ao ambiente cartoonesco, como Pow! e Wack!, que complementam bastante bem o jogo.

Os gráficos também levam nota máxima, recriando na perfeição detalhes cartoonescos que podiam muito bem terem sido extraídos de uma banda desenhada e tirando o proveito de tudo o que a consola tinha para oferecer, o que faz sentido visto que este jogo foi lançado já nos finais do tempo de vida da consola.

Mas o que era realmente mais apelativo no jogo era o facto de termos um grande desafio pela frente, não havendo os conceitos de múltiplas vidas ou continues… temos uma única vida, e por isso é bom que não a desperdicemos. Embora este aspecto tenha sido minimizado na Mega Drive Collection, visto que temos os populares save states, razão pela qual jogar Comix Zone em emulador também nunca tenha sido a mesma coisa.

Outro aspecto no qual o jogo difere de muitos outros é o facto de sermos muitas vezes confrontados com escolhas no que toca a que caminho seguir pelos quadradinhos da banda desenha, escolhas essas que têm um impacto real no jogo, sendo que há caminhos que são notavelmente mais difíceis.

Sumarizando, Comix Zone é um grande jogo para os fãs de beat-em-up… se nunca o jogaram aconselho vivamente a o fazerem, sendo que o mesmo só peca por apresentar uma longevidade reduzida (especialmente para os padrões actuais).

Para finalizar, aqui fica um vídeo de uma parte de uma speed run:

~ por Izilthir em Quinta-feira, 15 \15\UTC Abril, 2010.

3 Respostas to “Comix Zone”

  1. Um dos meus jogos preferidos para a Genesis, apesar de ser irritante ter que repetir o nível cada vez que perdemos… -_-”

    Cumps!

  2. Viciei-me muito neste jogo, realmente muito bom jogo, uma jogabilidade muito boa e fluída, aconselho a experimentarem este jogo se nunca o fizeram, até mesmo nos tempos de hoje este jogo continua muito bom.

  3. Agora que tá na moda os remakes HD 2D, acho que este tb seria uma aposta porreira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: