Jogos de tabuleiro – uma espécie em vias de extinção?


Quando era miúdo uma das coisas que mais gostava de fazer era o de passar tardes a jogar Monopólio, Hotel, Risco, Cluedo, Uno e bastantes outros menos conhecidos. Estes eram jogos que juntavam à mesa amigos, famílias e combinações de ambas.

Hoje em dia isto é coisa que não se vê… o pessoal prefere defrontar os amigos online, mesmo em alturas como agora o Natal, os jogos de tabuleiro são substituídos pelos party/casual games, colocando famílias que embora estejam fisicamente presentes na mesma sala dêem mais atenção ao televisor que às pessoas ao seu lado.

Estamos assim tão dessensibilizados que algo como contacto humano, comunicação e troca directa de emoções se vai tornando cada vez mais algo do passado?

E afinal porque razão deixamos os jogos de tabuleiro ao abandono? O velhinho Monopólio deixou de ter piada? Ou simplesmente tem piada jogá-lo no PC mas na mesa dá trabalho e reunir pessoas é uma chatice?

Lembrem-se de um pormenor… jogando no tabuleiro têm sempre piada as tentativas de assalto ao banco quando os olhos do resto do pessoal estão a prestar atenção a outra coisa… escandaloso não é verdade? Afinal de contas os famosos cheats não nasceram com os videojogos…

Será porque deixaram de ser produzidos jogos de tabuleiro interessantes e já nos fartamos dos velhinhos? Também não… Entrando em lojas temáticas (outra raça em vias de extinção) deparámo-nos com novos títulos que parecem ser interessantes.

Pessoalmente, o último e mais recente jogo de tabuleiro que possuo e consegui realmente jogá-lo numa mesa, foi os Descobridores de Catan, que foi lançado em 1995 na Alemanha tendo chegado mais tarde a Portugal. Mas atenção que isto para jogo de tabuleiro ainda é considerado recente… basta relembrar que o Monopólio data de 1932.

O tabuleiro do Catan original

Desde os tempos áureos do Magic The Gathering (altura da 4ª edição) e da grande popularidade de jogos de miniaturas como Warhammer que cada vez menos a juventude têm contacto com outra coisa que não videojogos… afinal de contas a raça humana mais dia menos dia já irá conter genes para se nascer logo com um telemóvel na mão, que é bastante mais importante do que cultura.

Sinceramente tive muita pena de ter abandonado o Magic por falta de dinheiro para me manter actualizado com as expansões, mas apenas porque deixei de ter contacto com a enormidade de clubes que existiam na baixa lisboeta e que misturavam Magic com jogos de tabuleiro e miniaturas, porque quando vejo as novas edições de Magic vejo que fiz bem em deixar de gastar dinheiro nelas.

O problema é que encontrar uma dessas lojas/clubes hoje em dia é quase impossível… se as existem apenas as pessoas que ainda pertencem a comunidades hardcore da especialidade é que as conhecem… já tentei procurar as velhinhas lojas pela baixa e também procuras online pelos nomes que me recordo e nada.

Tenho realmente muita pena, porque em tardes livres era sempre um bom sítio para passar o tempo a jogar jogos de estratégia (em tabuleiro) por exemplo. E isto não esquecendo as amizades que por vezes se forjam nestes sítios… e amizades reais… não é amigos de facebook, live, psn, pessoas de clã, etc…

Enfim, para muita pena minha hoje em dia simplesmente não consigo juntar pessoas numa mesa a não ser que seja para jogar Poker…

~ por Izilthir em Terça-feira, 22 \22\UTC Dezembro, 2009.

4 Respostas to “Jogos de tabuleiro – uma espécie em vias de extinção?”

  1. Sim, infelizmente é uma actividade cada vez mais colocada de parte. Também culpo um bocado a desinformação, as pessoas não têm a noção dos milhares de jogos que são melhores que os populares. Resta-lhes os clássicos, que não têm grande hipótese face a outras formas de entretenimento mais interessantes que um Monopólio (mal jogado).

    Mas há aí um mundo enorme de jogos de tabuleiro à nossa espera…🙂

  2. Concordo, existem numerosos jogos de tabuleiro recentes, que até gostaria de experimentar.

    Mas a verdade é que não me compensa gastar dinheiro neste tipo de jogos porque depois não consigo arranjar pessoas interessadas em jogá-los.. anda tudo demasiado apegado ao mundo dos videojogos.

    Isto na era dos jogos de tabuleiro até jogava uma variedade suficiente para fazer uma rubrica semanal aqui no blog, mas nesta altura é basicamente vê-los passar.

  3. É questão de ires aos encontros que há por esse mundo fora cheio de malta porreira (mas ninguém mais porreiro que eu) a jogar disto.🙂
    Vi que estás registado no site onde a malta se organiza.

    abraço

  4. Sim, descobri essa comunidade à pouco tempo e já fiz o registo por lá.

    Já vi que em Lisboa existem encontros todas as 4ªfeiras, ver se arranjo disponibilidade para ir a alguma, embora me tenha que informar sobre os jogos primeiro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: